Acesso rápido
 

Mais notícias

Federasul diz que queda do PIB reflete falta de confiança dos empresários

Presidente Russowsky lembra que foram cinco anos perdidos


Foram cinco anos perdidos!”, disse Russowsky – Foto: Ivan Andrade

 
A Federasul lamenta a queda do nosso maior indicador econômico, o Produto Interno Bruto (PIB), mostrando o quanto estamos encolhendo. A queda de 3,8% em 2015, em relação ao ano anterior, a maior da atual série histórica, iniciada em 1996, é o pior resultado desde 1990, quando a atividade econômica recuou 4,3%. Além disto, é a primeira vez, desde 1930-31, que o PIB cai por dois anos seguidos. “A economia brasileira estagnou sob o governo Dilma”, lembra o presidente Ricardo Russowsky: “Foram cinco anos perdidos!”

Russowsky diz ainda que a queda do PIB mostra “a falta de confiança dos empresários” no governo e em sua política econômica. Ressalta ainda que a taxa de investimento da economia brasileira em 2015, parcela que representa o investimento no total da produção, foi de apenas 18,2% do PIB do ano passado. “Esse foi o menor patamar desde 2007, quando a taxa de investimento foi de 18%”, enfatiza.

Em 2015, os investimentos caíram 14,1%, em relação ao ano anterior. Já o consumo das famílias, pilar do crescimento sob a era do PT, teve em 2015 a maior queda em 25 anos, de 4%. Já o setor de serviços, que representa cerca de 70% do PIB, teve a maior queda em 35 anos, chegando a 2,7%. São recordes negativos em cima de recordes negativos!!

 
Fonte: Imprensa Federasul

logo_gray.png